Fast-food: 5 mudanças no corpo quando deixar comer esses alimentos

A ausência do fast-food no corpo:

Manter uma alimentação equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes e carnes magras, é a recomendação de todos os especialistas médicos para manter o corpo funcionando bem e saudável por mais tempo. 

Mas isso o consumo de fast-food precisa ser deixado de lado. Eliminar esses alimentos permite termos diversos benefícios, como melhorar o humor, evitar doenças como diabetes e Alzheimer, emagrecer e reduzir riscos de um infarto.

Veja o que acontece quando mudamos nossos hábitos alimentares e eliminamos essas comidas prontas de nossas vidas.

Fast-food: as 5 mudanças

1 - Sintomas semelhantes aos da abstinência

Alguns especialistas comparam o consumo frequente de alimentos gordurosos e ricos em açúcar ao uso de drogas. Isso porque esses ingredientes são rapidamente absorvidos pelo corpo e provocam uma sensação prazerosa —para, logo depois, a pessoa se sentir culpada ou arrependida, o que vai estimular mais uma vez a busca por essa recompensa rápida.

Essa é conclusão de um estudo que mostrou que os participantes que tentaram retirar itens como bolos, batata frita ou pizza da dieta sofreram sintomas semelhantes aos da abstinência, como tristeza, irritabilidade e até mesmo um forte desejo para comer os alimentos novamente.

O estudo mostrou que o pico dos sintomas aconteceu entre o terceiro e o quinto dia. É preciso, portanto, um pouco de paciência e força de vontade no começo para conseguir seguir firme em seu propósito.

2 - Mudança no Paladar

As comidas industrializadas são gostosas por terem na composição uma carga alta de temperos, sódio, gorduras e açúcar. Com o tempo, se o consumo for frequente, o paladar fica limitado a esses sabores e acaba deixando de aceitar outras opções mais naturais.

Mas essa situação é reversível. Ao inserir novas —e saudáveis — opções no cardápio, e persistir nessa meta, o paladar será exposto ao sabor natural dos alimentos, ou de temperos mais naturais, e irá se adaptar. Com o tempo, isso se tornará um hábito e você vai aceitar melhor esses alimentos, inclusive desejando comê-los.

3 - Redução da inflamação do corpo

O excesso de gordura, sal e calorias estimula no corpo a produção de substâncias que o deixam em um constante estado inflamatório. Isso cria um efeito em cascata no organismo e o deixa vulnerável para o aparecimento de outras doenças, como obesidade, diabetes e até asma.

O estado inflamatório do corpo também pode prejudicar a estrutura dos neurônios, favorecendo o aparecimento de doenças como demência (em especial, Alzheimer) e Parkinson.

4 - A saúde mental vai melhorar

Um dos resultados do estado inflamatório crônico do organismo é a falta de energia e desânimo para realizar atividades do dia a dia. Isso pode prejudicar a rotina do indivíduo, levando até mesmo a estados depressivos.

Por outro lado, incluir alimentos saudáveis no dia a dia melhora o funcionamento do corpo —em especial, a produção de neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, como a serotonina e a endorfina, melhorando o humor e reduzindo a ansiedade.

Com o humor equilibrado, as chances de a pessoa ter mais disposição para as atividades do dia a dia e até incluir uma atividade física na rotina aumentam, o que só eleva os benefícios para o corpo.

5- O sono será melhor

Outro estudo mostrou que indivíduos com consumo de alimentos ricos em gorduras têm maior propensão a dormirem durante o dia, ter problemas durante o sono da noite e ainda mais risco de sofrerem de apneia do sono.

Uma noite de sono ruim e a sonolência do dia ainda aumentam o desejo por comidas calóricas e gordurosas —transformando o problema em um ciclo vicioso.

E se der vontade de comer?

Se você não tem problemas de saúde, o peso está dentro do ideal e os hábitos de alimentação são saudáveis durante as refeições diárias, não há problema em abrir uma exceção e comer um lanche ou outro alimento de fast-food uma vez por mês.

Mas coma um lanche menor para consumir a batata frita, ou trocar o refrigerante por um suco. A ideia não é passar vontade, mas não exagerar na quantidade de calorias ingeridas na refeição.

Mas procure manter o autocontrole, o melhor é esperar que os novos hábitos estejam bem estabelecidos para abrir essa exceção.

Saiba como o Programa de Emagrecimento Equilibrando pode ajudar

Preparamos um programa de Emagrecimento que pode ajudar nas mudanças dos hábitos alimentares, na rotina diária, conhecendo e ajustando exatamente o seu tipo corporal para ter mais disposição, emagrecer, ter controle da ansiedade e muito mais, entre na plataforma online.

Conheça o Programa de Emagrecimento Equilibrando

Espero você. Até breve!

Veja também: Efeito Sanfona como evitar

© 2024 Instituto Equilibrando | Todos os Diretos Reservados
crossmenu